-O que é?

Sabe quando as paredes começam a aparecer bolhas e fiacam úmidas e feias?
E junto vem aquele cheiro terrível de mofo que faz mal só de entrar no ambiente?

Pois é!! Isso é causado por ela! A tão comum UMIDADE ASCENDENTE.
Eu aposto que você já passou por esse problema ou conhece alguém que passou.

É quando os materiais de construção absorvem a umidade do solo que sobe pelas paredes ocasionando nessa situação que descrevi acima. A absorção de umidade por estes materiais produz alteração de suas características podendo deteriorar as paredes. A água sobe através dos poros (capilares) da alvenaria, que agem como uma “esponja”.

E por ser um problema tão comum e de “dor de cabeça” de tanta gente, resolvemos criar esse artigo  aqui e nas nossas redes sociais FACEBOOK  e INSTAGRAM  só pra tratar desse assunto. Então VAMBORA!

-Por que acontece?

Acontece porque a água do solo da fundação é absorvida por capilaridade pela estrutura, Um problema que pode ser constante quando o nível do lençol freático está muito alto. Ou sazonal, decorrente da variação climática.

A impermeabilização da funação previne esse problema!

-Quais as consequências?

Além do prejuízo financeiro causado pela necessidade de fazer uma obra para resolver o problema, esse tipo de umidade pode resultar em problemas de saúde já que o ambiente fica insalubre.

Os esporos produzidos pelo mofo e que pairam pelo ar, podem criar quadros alérgicos e de rinite, agravar a asma, causar tosse seca, dores de cabeça e transmitir bactérias que levam a infecções. Casos de pneumonia também podem ser desencadeados em pessoas que convivem em locais onde há a incidência de bolor.

Você sabia que a pele também pode ser afetada? Pois é, esses esporos que pairam pelo ár podem desencadear alergias tópicas e problemas oculares entre outros danos que causam coceiras, irritação e alergias também nos olhos. Tudo consequência do emboloramento de superfícies causado pela umidade.

È pior ainda em pessoas mais sussetíveis como bebês e idosos.

-Por que a água sobe pela parede?

A água sobe do chão através dos poros da alvenaria e tijolos, devido a um processo chamado “capilaridade” que é a propriedade física que os fluidos têm de subir ou descer em tubos extremamente finos. Essa ação pode fazer com que líquidos fluam mesmo contra a força da gravidade.
Na construção civil, a alvenaria funciona como uma esponja. E a umidade sobe através dos poros dos materiais.

Como resolver?

A muito tempo vem se usando formas ineficazes para solucionar esse problema: Aplicação de cerâmica, recolocação de reboco, rompimento da parede no sentido vertical. E na verdade qualquer umidade só é solucionada quando resolve de onde está vindo a infiltração (nesse caso, do solo). Ou qualquer medida será paleativa.

No caso da umidade ascendente, tem que ser feito o estancamento do baldrame que vai barrar a umidade vinda do solo. Veja como:

Rompa o reboco e tijolos acima do baldrame o mínimo possível, em partes intercaladas para que não prejudique a estrutura, esse rompimento deve ser vazado de um lado para o outro (de fora para dentro ou de dentro para fora) de forma horizontal. Preencha todo o espaço utilizando uma argamassa de assentamento aditivada com REBOTEC e faça o acabamento de reboco com o mesmo. Assista ao vídeo para visualizar melhor o procedimento.

Viu? Com REBOTEC NUNCA MAIS você terá esse problema!